quinta-feira, 14 de maio de 2015

Star Wars - A Guerra Nas Estrelas

    Saudações Povo da Terra! Estava eu, feliz e contente semana passada, na banca, vendo se a nova HQ de Star Wars tinha chegado, quando vejo uma coisa que fez meus olhos saltarem das órbitas.


Era um quadrinho chamado Star Wars, A Guerra Nas Estrelas, um lindo volume em que pessoas maravilhosas desenharam o roteiro original de George Lucas:

 






    Isso acabou com meus planos de fazer a resenhas na ordem  de publicação dos filmes e me fez falar desse lindo e maravilhoso roteiro que seria um lixo se filmassem, mas é muito bem apresentado nos quadrinhos, te transportando para outro Universo diferente dos que apareceram nos filmes.               Vou começar dizendo que você precisa esquecer tudo que já sabe sobre Star Wars, desde personagens até lugares. Luke Skywalker é um velho general, e o personagem principal é Annikin Starkiller (referenza em algum jogo?) filho de um velho (mas ainda vivo) Jedi-Bendu. Eles são atacados por um cavaleiro Sith, uma seita rival que quase exterminou os Jedi. Eles vão para o planeta Aquilae, único lugar que ainda protege Jedi-Bendu's, e que será atacado pelo Imperador, um simples político que se assemelha muito com Hitler.
    O visual do Império tem muito mais referências ao nazismo, lembrando, mas não sendo muito parecido, com  o visual dos filmes. A capital do Império é o planeta de Alderaan (mesmo nome, muito diferente), que tem um visual voador que provavelmente inspirou a cidade das nuvens no Ep. V. Darth Vader é apenas mais um general nazista, com a armadura mas sem o capacete dos filmes, o visual dele está muito bom, com uma cicatriz dividindo o cabelo e o olho ao meio. Vader teme Príncipe Valorum, um Cavaleiro Sith e caçador de Jedi.
    A princesa Leia, de Aquilae, está igual aos filmes, mas Han Solo é um alienígena verde bizarro, um Urelliano na nomenclatura. R2D2 e C3PO são praticamente os mesmos, mas R2 consegue falar, e é um tanto mau educado. 
    Uma máquina de batalha redonda e gigante ataca Aquilae, mas é destruída pouco antes da vitória imperial.
    A história é muito envolvente e, mesmo não funcionando num filme, é perfeita nos quadrinhos, fazendo o cu de qualquer um cair. Então: Recomendação positiva, vale muito a pena!

PS.Esse é o Vol. 1, quando sair o Vol. 2 eu faço outra resenha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário